A startup Ÿnsect da Agtech estende a Série C para US$ 372 milhões para melhorar a segurança alimentar global e a sustentabilidade com o primeiro carbono negativo e a maior fazenda vertical do mundo

A Ynsect recebe financiamento total de US$ 425 milhões, mais do que o valor total arrecadado por todo o setor de proteínas de insetos globalmente

– O capital permitirá que a empresa conclua a maior fazenda de insetos do mundo, agora em construção ao norte de Paris, na França, um projeto de carbono negativo, desenvolver suas linhas de produtos e expandir para a América do Norte

– O novo financiamento é proveniente de Astanor Ventures (investidor líder da Série C), Upfront Ventures, com sede em LA, FootPrint Coalition de Robert Downey Jr., Happiness Capital, Supernova Invest e Armat Group.

– O financiamento é apoiado por um consórcio de bancos que inclui Caisse des Dépôts, Crédit Agricole Brie Picardie e Caisse d’Epargne Hauts-de-France.

PARIS, 9 de outubro de 2020 /PRNewswire/ — A startup de criação de insetos Ÿnsect anunciou a extensão de seu financiamento da Série C para US$ 372 milhões – o maior valor já levantado por uma empresa não americana de ‘agtech’.

A crescente população global aumentou a demanda por proteínas e plantas em todo o mundo, para consumo humano e como fonte de alimento para peixes, aves, porcos e gado. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, o consumo de proteínas animais crescerá 52% entre 2007 e 2030[1], representando um sério risco para os frágeis ecossistemas mundiais.

Para resolver esse problema, a Ÿnsect criou um processo patenteado para cultivar a larva da farinha Molitor para produzir proteínas e fertilizantes altamente digeríveis. Esses produtos substituem de forma sustentável as proteínas animais consumidas na cadeia de abastecimento por fazendas de peixes e gado, em alimentos para animais de estimação e fertilizantes. Os estudos demonstraram que o uso de produtos da Ÿnsect levou a um aumento de 34% no rendimento da truta arco-íris, uma redução de 40% na mortandade do camarão e um aumento de 25% no rendimento na colza

Com uma fazenda vertical, a Ÿnsect usa 98% menos terra, enquanto reduz significativamente as pegadas de carbono da produção de proteína e gera zero desperdício. Análises da firma Quantis mostram que o projeto é carbono negativo, com cadeia de valor restrita e evita emitir mais emissões de CO2.

“Nossa ambição é revolucionar a cadeia alimentar começando do básico: insetos e solo”, disse Antoine Hubert, cofundador, presidente e CEO da Ÿnsect.. “Com as mudanças climáticas e o aumento das populações em todo o mundo, precisamos produzir mais alimentos com menos terra disponível e menos recursos. Acreditamos que a Ÿnsect pode desempenhar um papel fundamental nesta solução global.”

O processo Ÿnsect é sustentado por tecnologia protegida por cerca de 30 patentes, representando 40% do portfólio total de patentes das 10 maiores empresas de proteínas de insetos em todo o mundo.

Parceiros da Série C

Banco de investimento: Jefferies (Dominic LesterJoseph Benito Sanz) – Advogados de empresa: patrimônio – Baker McKenzie (Matthieu Grollemund & Hélène Parent), dívida – August & Debouzy (Xavier Rohmer & Olivier Moriceau)

Sobre a Ÿnsect 

A Ÿnsect é líder mundial na produção de fertilizantes e proteínas naturais de insetos. Fundada em 2011 em Paris, França, a empresa Next40 transforma insetos em ingredientes premium para animais de estimação, peixes e plantas. A partir de suas fazendas de última geração, a Ÿnsect oferece uma solução sustentável de longo prazo para acelerar o consumo de proteínas e plantas.

[1] http://www.fao.org/fileadmin/templates/wsfs/docs/expert_paper/How_to_Feed_the_World_in_2050.pdf

FONTE Ynsect

Related Links

http://www.ynsect.com

SOURCE Ynsect

Source

Leave a Reply